segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Flutuando nas nuvens - 1/4

A imersão em paisagismo foi excelente. Extraordinária. Intensa. Foram muitos momentos de deslumbramento por encontrar tantas coisas acontecendo que falam diretamente comigo, que se encaixam perfeitamente em meu modo de pensar e afinadas com o que quero ter no meu trabalho: equilibrio, harmonia, funcionalidade, qualidade, respeito.

O curso começou com uma aula fantástica sobre plantas aquáticas. Além de achar o trabalho de André Bailone muito interessante, fui contagiada de sua inegável vontade de fazer acontecer um sonho.

Fiquei apaixonada pelo projeto do Parque da Juventude que está sendo construido em Itatiba e tem previsão de entrega à população para outubro desde ano. Trata-se de um parque que tem em sua vocação ensinar. Parte de seu traçado foi desenhado para manter um brejo que havia no local e seria aterrado. Agora ele será um fantástico passeio de educação ambiental pelos cinco continentes e suas mais significativas plantas aquáticas, um verdadeiro hidrofitotério. O local se chama "Águas do Mundo" e, para começar, orientação: uma enorme rosa dos ventos no meio de uma praça e rodeando um lidíssimo mapa mundi executado em mosaico português. Na saída, tratamento, ops, polimento da água em tanques com as mais diversas plantas aquáticas. Na última praça, como não poderia deixar de ser, Vitória Régias, para comprovar que a água está polida.

Outro projeto estupendo é o de uma casa com telhado verde (ou vivo) e piscina natural. Achei as duas aulas dele imperdíveis.

Uma vez, voltando para casa, vi o plantio de árvores que tem seus 20m de altura num prédio que fica atrás do Shopping Morumbi. É algo alucinante. E assim é o trabalho de Armando Salvador Falanghe, eng. agr. paisagista que me deu o prazer de aprender mais sobre o transplante de árvores de grande porte. Nos alertou sobre uma nova portaria do Município de São Paulo, a Portaria 26 / SVMA.G / 2008, que ainda quero estudar e que:
* obriga qualquer construção a manter todas as árvores existentes no terreno a ser trabalhado;

* permite que a vegetação seja agrupada em parte do lote;

* impõe a substituição.

Isso, de forma beeeeem resumida.
Atualmente ele trabalha da Floricultura Campineira, mas anunciou que vem novidade em breve e que nascerá uma empresa cujo foco é o transplante de grande porte. Bom para nós.

Água. O assunto do momento e que será assunto por muito tempo. Dentro de 10 anos o problema já deve ser por nós percebido com muito mais dureza que hoje. Vi hoje um documentário no Discovery Channel mostrando uma equipe de cientistas que foi estudar os sintomas do efeito-estufa no Alaska. Longe de tudo, num parque nacional deserto. Encontraram cachoiras de água de degelo numa geleira que, desde a última foto em 1930, diminuiu assustadoramente.

O eng. agr. José Giacóia Neto, gerente da Rain Bird Brasil, nos falou dela, de seu uso racional no paisagismo. de bons e de maus projetos. De como identificar fornecedores que têm bom nível técnico e farão bons projetos.

A aula sobre compostagem achei fraquinha. O que aprendi nos demais cursos foi mais que nessa aula, que achei básica demais e meio confusa. Esse assunto não conseguiu acompanhar o tchan-tchan-tchan-tchaaaaaan dos demais.

Falamos sobre gramados. Por fim consegui decidir o que fazer num orçamento solicitado. Ernesto Henriques mostrou o quanto a Itograss investe em pesquisa para oferecer o melhor tapete de grama. Não tinha realmente pensado que há tanto por trás de um produtor de grama, apesar de já ter ligo algo sobre a técnica de se ter um bom gramado. Estranho não ter ligado A a B...

Com isso, chegamos ao fim do primeiro dia. 1 de 3,5.


*** 14.08.2008 ***

2 comentários:

  1. Elena, fascinante mesmo, assuntos que daria tudo para ter acompanhado de pertinho, como você... Mas que bom poder acompanhar um pouquinho (mesmo atrasadinha) com as suas observações e análises, fiquei super contente de ter encontrado aqui as suas primeira impressões do curso! Muito sucesso e vamos em frente, um grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga querida. foi excelente e não posso deixar de agradecer pela indicação do curso. Peguei dois pôsters de pragas e doenças editados pelo Instituto Biológico para você.

    ResponderExcluir

Eba! Mais matizes nas minhas cores!!

***
Hey there! Thanks for leaving new shades into my colours.

[If you wish an answer, leave your e-mail.]